Resultados da pesquisa para crise

Governo dá trabalho abaixo do salário mínimo
O Governo publicou, no passado dia 31, uma portaria que irá permitir a milhares de portugueses desempregados receber 419,22 euros em troca de “trabalho socialmente necessário”. Esta medida, que tem o objectivo, segundo o Executivo, de "facer face a situações de exclusão e risco social", promove oito horas de trabalho diário em troca de um valor abaixo do salário mínimo nacional, escreve esta sexta-feira o Jornal de Negócios.

Os portugueses que estiverem desempregados há mais de um ano, que n
Notas de 500 euros disparam alarmes
Desde Janeiro entraram em circulação 522 milhões de euros em notas de 500 euros, um aumento superior a 50% face a 2012. Nunca houve um ano assim e o Observatório de Gestão de Fraude admite que podem estar a ser usadas na economia paralela. Num stand de automóveis na periferia de Lisboa, um cliente está prestes a concluir a compra de um carro usado. “Só falta o azeite”, brinca o vendedor. O cliente entrega um envelope com quase sete mil euros em notas de 500 e 200 euros, que havia levantado num
A obsessão pela Bimby no país mais pobre da Europa Ocidental
O Wall Street Journal escreve sobre as vendas recorde dos robot de cozinha em Portugal. No final de 2014, 8% dos portugueses deverá ter uma Bimby.

Nem o choque do resgate externo em 2011, nem o aparatoso preço de quase mil euros assusta os portugueses. Em 2012, venderam-se mais de 35 mil Bimby's em Portugal.

O Wall Street Journal dedica nestes dias de festejos natalícios um artigo onde conta como o robot de cozinha da alemã Vorwerk se tornou "uma obsessão no país mais pobre da Europa Ocid
Afinal, quem saiu mais prejudicado com decisões do Constitucional?
Na semana de todas as decisões sobre o diploma da convergência de pensões, o Jornal de Negócios compila hoje as decisões anteriores do Tribunal Constitucional que deixou passar, até agora, 80% da austeridade que lhe foi enviada para análise, e os consequentes visados. Pensionistas, com reformas mais altas, e funcionários públicos surgem em primeiro lugar, à frente dos trabalhadores do sector privado e dos desempregados.

O Jornal de Negócios destaca esta quarta-feira, véspera de ser conhecida
Mãe pede ajuda para comer
Teresa Escada, de 51 anos, ficou viúva há poucos dias e está desesperada. Com um filho de quatro anos para criar e outro de 19 desempregado, os 431 euros de ordenado desta empregada de limpeza, no Hospital de Vila Franca de Xira, não chegam para pôr comida na mesa, pagar a renda da casa e as dívidas do hospital e funeral do marido. João Escada morreu aos 47 anos, vítima de um linfoma maligno que lhe foi detectado no início deste ano.

Só de renda de casa Teresa paga 325 euros por mês. Sobram
Daniel Bessa:
A atitude de Portugal face a dívida faz-me lembrar um suicida. Como é que alguém [governo de Sócrates] ao volante de um veículo não trava? É suicida”, salientou esta noite o economista Daniel Bessa, na TVI 24.

A falar naquele canal enquanto convidado por Medina Carreira para o programa ‘Olhos nos olhos’, Bessa referiu que a maior crítica que faz ao governo “que nos conduziu a esta situação” é que “a determinado momento, em vez de parar, acelerou”. “O impacto tinha que ser duro”. Acresce que
Soares dos Santos:
O presidente demissionário da Jerónimo Martins, Alexandre Soares dos Santos, fala esta segunda-feira, em entrevista ao Jornal de Negócios, sobre os problemas passados e actuais do País, sublinhando que “isto já não vai com pequenas mudanças, com impostos, etc.”, porque "o nosso problema é dinheiro. Somos tesos e estamos falidos”. Sobre o espectro político, o empresário considera que o que o ex-Presidente Mário Soares está a tentar fazer é “derruba o Governo para lá pôr o PS”.

Em entrevista a
Chamadas, Internet e televisão mais caras já em Janeiro
As operadoras de telecomunicações já começaram, como tem sucedido nos últimos três anos, a informar os clientes de que no início do próximo ano vão aumentar as tarifas cobradas pelos serviços prestados, conta hoje o Jornal de Negócios. Zon Optimus e PT já começaram a avisar os respectivos clientes de que Janeiro vai trazer um actualização das tarifas, pelo que, prepara-se, vai ficar mais caro falar ao telemóvel, aceder à Internet e ver televisão. A primeira operadora a ‘chegar-se à frente’ foi

Notícia.net é um portal de notícias colaborativas, onde quem decide quais as notícias que serão publicadas é você. Participe adicionando notícias e votando para que as novas notícias sejam publicadas na página principal.