Resultados da pesquisa para crise

Irlanda não terá recebido mais ajuda porque a Alemanha fechou a torneira
O deputado do PS Joao Galamba publicou na sua página do Facebook um link para um artigo de opinião da Forbes, no qual comentou: "Segundo os próprios irlandeses, a história do 'sucesso' irlandês em 'evitar' um programa cautelar está muito mal contada. Aparentemente, os desejos da Irlanda em negociar um programa cautelar foram travados pela Alemanha. Há quem diga que a Finlândia também não ajudou. Se isto for verdade, e tudo indica que sim, isto pode ser mais um sinal da desagregação política da
Oficial: Portugal saiu da recessão
A economia portuguesa progrediu 0,2% em cadeia no terceiro trimestre, anunciou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE). Bruxelas previa crescimento nulo.

Este desempenho permitiu ao País sair oficialmente da mais longa recessão desde que há registos - foram dez trimestres consecutivos a destruir riqueza. O crescimento da economia portuguesa entre Julho e Setembro - período em que se registou a crise política -, compara com a progressão de 0,1% do conjunto dos países da zona euro, segu
Troika quer cortes nos salários e pensões a título definitivo
“Para cumprir a meta do défice de 2,5% em 2015 será preciso um ajustamento estrutural primário adicional de cerca de 1% do PIB” e “um novo ajustamento estrutural primário de cerca de 1% do PIB será necessário depois de 2015 para atingir o objectivo do tratado orçamental”.

A conclusão consta do relatório do FMI, ontem (quarta-feira) divulgado, sobre a 8ª e 9ª revisões ao programa de ajustamento português.

Hoje, o Diário Económico esclarece que o que esta afirmação sugere é que mesmo depois
Todos os dias 10 portugueses deixam de pagar a casa
Voltou a aumentar no terceiro trimestre do ano o número de portugueses em situação de incumprimento no crédito à habitação. Dados divulgados pela Central de Responsabilidades de Crédito do Banco de Portugal, hoje citados pelo Jornal de Negócios, revelam que por cada dia útil, 10 portugueses deixam de conseguir pagar a casa.

Actualmente, há 148.500 casos de incumprimento no pagamento do crédito à habitação, ou seja, mais 2.200 do que no início do ano, revelam dados da Central de Responsabilid
Gabinetes ministeriais vão ter reduções de 17%
O ministro da Presidência do Conselho de Ministros e dos Assuntos Parlamentares frisou hoje a redução nas verbas atribuídas aos gabinetes ministeriais, segundo o Orçamento do Estado para 2014 (OE2014), na ordem dos 17 por cento.

"Tentando aqui esclarecer alguma confusão que se registou, nomeadamente na Comunicação Social, posso dizer que, olhando para as verbas, a dotação média tem uma redução na casa dos 17 por cento", afirmou Marques Guedes, durante a discussão na especialidade no Parlamen
Ninguém devia receber uma pensão superior a dois mil euros afirma Silva Lopes
O antigo ministro das Finanças, Silva Lopes, afirmou ontem, na antena da TVI24, que “nas actuais circunstâncias do País”, nenhum português devia receber “uma pensão líquida” que exceda os “dois mil euros”. Além disso, referiu Silva Lopes, ninguém com “uma receita de mil euros” devia receber pensão de viuvez.

No programa ‘Olhos nos Olhos’ da TVi24, o comentador habitual Medina Carreira convidou, esta segunda-feira, o antigo ministro das Finanças, Silva Lopes, que abordou alguns temas que têm
Rendimento dos funcionários públicos aumentou este ano
O rendimento mensal dos trabalhadores da Função Pública aumentou ligeiramente, entre Outubro de 2012 e Abril deste ano, o que se deve essencialmente aos prémios, subsídios, suplementos e pagamentos de trabalho suplementar, escreve o Diário de Notícias (DN) de hoje, referindo que esta situação foi mais significativa nos funcionários da área da Justiça e do Fisco, de acordo com dados do Boletim Estatístico do Emprego Público (BPOE).

Os funcionários públicos viram o seu rendimento mensal aument
Portas interrompido por gritos de assassinos! nas galerias da Assembleia da República
O vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, viu hoje interrompido o discurso de encerramento no debate do Orçamento do Estado para 2014 por gritos de "assassinos" vindos de manifestantes nas galerias da Assembleia da República.

"Assassinos, assassinos!", foi a palavra de ordem mais ouvida, por breves minutos, até a presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, ordenar à polícia a evacuação das galerias reservadas aos cidadãos no Parlamento.

Os cerca de 20 manifestantes, que empunha

Notícia.net é um portal de notícias colaborativas, onde quem decide quais as notícias que serão publicadas é você. Participe adicionando notícias e votando para que as novas notícias sejam publicadas na página principal.