15 sintomas de cancro que os portugueses ignoram
O jornal i pediu à Sociedade Portuguesa de Oncologia para identificar os sintomas de cancro que os portugueses menos valorizam. O cancro é uma doença conhecida por ser, na maioria dos casos, silenciosa, mas há casos em que os doentes poderiam demorar menos a ir ao médico se estivessem sensibilizados para certos sintomas. Estes são os 15 sintomas que não deve ignorar.

1. Perda de peso e de apetite: Se uma pessoa não está a fazer uma dieta ou exercício e perde 10% do seu peso em dois meses deve ir ao médico. Em tumores que, numa fase inicial, não apresentam sintomas específicos, como alguns tipos de cancro do pâncreas ou do pulmão, estes sintomas são dos primeiros aspetos que podem levar a um diagnóstico.

2. Fadiga: Em situações de cansaço arrastado e sonolência não deve deixar de ir ao médico. Para além de poder ser um sintoma de um problema psicológico, pode também significar anemia, sintoma bastante comum de cancro do estômago. A anemia pode surgir ainda em casos de tumores do intestino.

3. Alterações do trânsito intestinal: Muitas vezes estão associadas ao stresse ou a uma dieta menos regulada mas, alterações persistentes devem ser valorizadas. No cancro é particularmente relevante, como adverte a médica do IPO de Coimbra, Gabriela Sousa, a alternância entre prisão de ventre e diarreia.

4. Sangue nas fezes: É um sintoma comum nos tumores gástricos, do intestino e do recto.

5. Fezes brancas e urina escura: Estes sintomas, bem como dor abdominal e pele amarelada podem ser sintomas de um cancro no pâncreas.

6. Tosse que não passa: Uma tosse seca e irritativa que não passa podem ser sintomas de um tumor do pulmão. Não deixe de ir ao médico.

7. Uma afta que não cicatriza: Este sintoma pode permitir um diagnóstico precoce de cancros de cabeça e pescoço ou até identificar lesões pré-cancerígenas. Se uma afta, ou qualquer ferida, na língua, lábio ou bochecha que não passe ao fim de dez dias deve ser vista pelo médico. A rouquidão que dura há mais de 15 dias também deve ser toda em conta pois pode ser um sintoma de cancro da laringe.

8. Líquido no mamilo: Este sintoma nem sempre é associado há doença mas pode ser um sinal de alerta para cancro da mama. Uma escorrência ou secreção ou ainda a inversão do mamilo são sinais para os quais deve estar alerta.

9. Muitas idas ao WC: Se tem necessidade de ir várias vezes à hora à casa de banho, saiba que este pode ser um sintoma de cancro na próstata. Dor, sangue na urina ou no sémen ou ardência são também motivos para ir a uma consulta.

10. Impotência: Não se automedique, procure o médico de família para descobrir a causa da disfunção erétil. Pode estar ligada à presença de um tumor mas também a outras doenças do foro cardiovascular.

11. Sensibilidade mamária nos homens: O aumento do volume mamário, nos homens, e mudanças na sensibilidade do peito podem resultar de alterações na testosterona. Perda de libido também, pode ser sinal de cancro do testículo.

12. Incontinência Urinária: A incontinência, que pode também ser sintomática de cancro da bexiga, é muitas vezes desvalorizada. Dor e ardor urinários, urgência em urinar e sensação de esvaziamento incompleto são sintomas a ter em conta.

13. Dor pélvica: Um dos sintomas menos valorizados em casos de tumores ginecológicos (útero, ovário e vulva). “Uma moinha que até pode melhorar mas depois volta” deve ser considerada um sinal importante.

14. Descamação da pele: É preciso estar atento a pequenas feridas na pele, como se fossem frieiras, e descamações pois podem ser sintomas do cancro de pele mais frequente, o carcinoma basocelular, que não aparece em sinais.

15. Gengivite: Para além da importância de avaliar gânglios inchados e hematomas em casos de cancros de sangue, como leucemias, as gengivites (inflamação das gengivas) e infeções recorrentes são sintomas comuns num subtipo de leucemia aguda.


Quem votou nesta notícia

  1. Avatar


Recomendado para si
Gostou desta notícia?