Absolvida inspetora da PJ acusada de matar avó do marido
A inspetora da Polícia Judiciária, Ana Saltão, acusada de matar a avó do marido foi absolvida pelo Tribunal de Coimbra. O tribunal não conseguiu provar que Ana Saltão tenha sido a autora dos disparos que mataram a idosa. Na altura, em 2012, a vítima foi atingida com 14 tiros, na zona de Celas, em Coimbra.

A inspetora esteve em prisão preventiva, mas foi libertada em maio do ano passado. O Ministério Público pediu a pena máxima de 25 anos por homicídio qualificado, considerando que a arguida revelou “premeditação e frieza de ânimo”, disse na altura o procurador Jorge Leitão.

Para o julgamento de Ana Saltão, foi escolhido um tribunal de júri, a pedido do MP, sendo o coletivo de juízes composto por João Ferreira, Fernanda Almeida e Alexandra Silva.


Quem votou nesta notícia



Recomendado para si
Gostou desta notícia?