Afoga cão no aeroporto porque animal não podia viajar
Uma mulher de 56 anos enfrenta um processo por crueldade animal após ter morto um cachorro de três semanas na casa de banho de um aeroporto porque não o podia levar consigo no avião, reporta o The Mirror. Cynthia Anderson, natural da Florida, ia embarcar e queria levar consigo dois cães pequenos em duas caixas de transporte canino e três cachorrinhos, com três semanas de idade, de raça Doberman.

Quando as autoridades, no aeroporto de Nebraska, se recusaram a deixá-la embarcar com os cachorros, a mulher de 56 anos ligou aos pais que vieram ao aeroporto e levaram dois dos cachorros.

Cynthia tentou então embarcar com os dois cães maiores e com o terceiro cachorro. No entanto, foi-lhe dito que o pequeno animal era demasiado novo para voar (só acima dos dois meses de idade).

Foi nessa altura que a mulher decidiu levar o cachorrinho à casa de banho e afogou-o. Acabou por ser presa depois de várias testemunhas terem atestado contra a mulher, incluindo a pessoa que encontrou o animal morto.


Quem votou nesta notícia



Recomendado para si
Gostou desta notícia?