Alcides dos Santos Deixou de pagar impostos num dia, no seguinte arranjou emprego
Alcides dos Santos anunciou ao País que deixaria de pagar impostos e na terça-feira oficializou a sua decisão através de uma carta entregue ao Provedor de Justiça. Afinal, dar de comer aos seus filhos era mais importante do que o cumprimento dos deveres como contribuinte. Alcides dos Santos estava desempregado há dois anos. Já não está.

Pode tratar-se de uma mera coincidência. Provavelmente sê-lo-á mesmo. Mas certo é que, um dia depois de Alcides dos Santos ter feito chegar ao Provedor de Justiça, Alfredo de Sousa, uma carta a dar conta da sua decisão de deixar de pagar impostos, o gestor de sistemas informáticos, sem trabalho há dois anos, arranjou emprego.

De acordo com o semanário Expresso, Alcides foi esta quarta-feira contratado por uma empresa. “Voltar a ser um cidadão normal que, como sempre fez, paga impostos e vive dentro da legalidade", é agora o intuito do homem que tentou contrariar e fazer frente ao sistema.

No entanto, apesar de garantir que regressará ao normal cumprimento dos seus deveres de contribuinte, o gestor de sistemas informáticos deixa o recado: "Há um único caminho a seguir e esse caminho é o da resistência. Os desempregados têm de lutar por si próprios e o protesto vale a pena. É criminoso cobrar impostos a quem não tem como viver".


Quem votou nesta notícia



Recomendado para si
Gostou desta notícia?