Berlusconi condenado a quatro anos de prisão
Silvio Berlusconi foi condenado a quatro anos de prisão, avança a agência Reuters. O ex-primeiro-ministro italiano é acusado de fraude fiscal por ter inflacionado o preço que o seu império mediático Mediaset pagou por películas cinematográficas norte-americanas e guardar para si a diferença, depositando o montante num paraíso fiscal. Não é a primeira vez que Berlusconi é acusado deste crime.

O tribunal de Milão confirmou agora a sentença que já tinha sido emitida em Outubro do ano passado pelo tribunal de primeira instância. O antigo chefe de governo, que tem visto o seu nome envolvido em escândalo, rejeitou as acusações e afirma que os fiscais que o acusam são movidos por razões políticas

Apesar da sentença impedir Berlusconi de desempenhar cargos políticos durante cinco anos, o ex-primeiro-ministro pode ainda recorrer para o Supremo Tribunal.

Para além deste processo, Berlusconi tem outros dois a decorrer. Num deles já foi condenado a um ano de prisão em primeira instância por ter violado o segredo de instrução num processo relativo a um escândalo bancário ocorrido em 2005 e outro é relativo ao caso "Ruby", em que é acusado de ter tido relações sexuais com uma menor e de ter utilizado o seu poder como chefe de governo para tentar abafar o caso. Se a sentença for para a frente, o ex-responsável italiano incorre a uma pena até três anos de prisão.


Quem votou nesta notícia



Recomendado para si
Gostou desta notícia?