Bruxaria na cadeia de Évora
Serviço foi encomendado por uma pessoa próxima de José Sócrates, garante o 'bruxo' de Barcelos. Mestre Alves, o 'bruxo' de Barcelos, esteve este domingo à porta do Estabelecimento Prisional de Évora. Falou com os jornalistas e, de seguida, matou uma galinha preta junto à cadeia. Deixou também um papel, no qual estava escrito: "As pessoas que traíram José Sócrates sofrerão as consequências". Segundo o próprio Mestre Alves, este serviço foi encomendado por uma pessoa próxima do antigo governante.

Durante a manhã deste domingo, o ex-primeiro-ministro, preso preventivamente no Estabelecimento Prisional de Évora, recebeu a visita do médico Eduardo Barroso e do especialista em comunicação política Luís Paixão Martins.


Quem votou nesta notícia



Recomendado para si
Gostou desta notícia?