Cristiano Ronaldo partiu o braço a um miúdo, mas recompensou-o
Charlie Sherwood foi atingido por um livre do internacional português do Real Madrid. O Real Madrid joga nesta quarta-feira o segundo encontro de pré-temporada, mas o primeiro, com o Bournemouth, ainda é notícia. Tudo porque veio a público a história de Charlie Sherwood, um miúdo de 11 anos a quem Cristiano Ronaldo partiu o pulso.

Bom, na verdade, o internacional português não teve culpa qualquer, pois o rapaz estava atrás de uma das balizas e teve de «segurar» um livre do CR7. Apesar da dor, Charlie quis continuar a ver o jog e agora relatou o caso.

«É uma das maneiras mais espetaculares de partir o braço. Prefiro parti-lo assim do que a brincar numa árvore, como aconteceu ao meu pai. Se não tivesse posto a minha mão esquerda à frente e forçasse os ossos da minha mão, ia acabar sem os dentes da frente. Depois [os médicos] tiveram de mexer num dos meus ossos, pô-lo no sítio, para permitir que sare sem ajuda», relatou Charlie Sherwwod, como se pode ver no vídeo abaixo.

Ao The Sun, Charlie Sherwood explicou: «O meu pai estava sentado ao meu lado e baixou-se, por isso, eu apanhei com a força toda do remate. Doeu muito. Contei aos meus amigos e eles não acreditam. Ronaldo é o jogador mais caro do mundo e partiu-me o braço.»

No final do jogo, Charlie teve uma recompensa, já depois de ter sido assistido no hospital. Cristiano Ronaldo e os colegas ofereceram-lhe uma camisola assinada e que foi entregue por Steve Fletcher, antigo jogador do Bournemouth.


Quem votou nesta notícia



Recomendado para si
Gostou desta notícia?