Durma para não engordar
O combate contra a obesidade é cada vez mais uma das principais preocupações a nível mundial. São vários os estudos que associam este mal à falta de exercício e ingestão de alimentos calóricos, mas a mais recente investigação defende que afinal a chave para combater o excesso de peso está no sono, revela a BBC.

Neil Stanley é especialista em sono e decidiu relacionar as horas passadas a dormir com o combate à obesidade. Num artigo publicado na BBC, onde refere vários estudos, o médico acredita que o excesso de peso pode ter na cama o seu maior inimigo.

De acordo com a publicação, o combate à obesidade através da prática de exercício físico e uma alimentação saudável não se tem mostrado assim tão eficaz quanto desejado. O culpado aqui, escreve Stanley, é o sono, já que quantas menos horas a pessoa dorme mais tendência tem para comer… e mal.

Através de exames por ressonância magnética, alguns cientistas mostram que a falta de sono afecta as áreas do cérebro que são responsáveis pelas decisões tomadas e pela vontade de receber ‘recompensas’, escreve a BBC. Assim sendo, quando esta parte cerebral está afectada, a vontade de ser recompensado é maior e, no que toca à alimentação, a escolha de comidas mais calóricas sobressai.

Noites mal dormidas são também sinónimo de alterações a nível hormonal, causando uma queda nos níveis de leptina, responsável por regular o consumo de alimentos e sinalizar quando já comemos o suficiente. Além disso, esta mudança hormonal causa ainda um aumento do nível de grelina, que estimula o apetite e produção de gordura.

Segundo Stanley, estas variações hormonais causadas por poucas horas de sono elevam em 24% a sensação de fome, em 23% o apetite e em 33% a vontade consumir comidas calóricas e gordurosas.


Quem votou nesta notícia



Recomendado para si
Gostou desta notícia?