Fisco deixa escapar 237 mil euros a Pedro Caldeira
Durante oito anos as Finanças não conseguiram cobrar 237 mil euros da sociedade Pedro Caldeira. A dívida acabou por prescrever em 2009.

O "Correio da Manhã" escreve na sua edição de hoje que "o Fisco não conseguiu cobrar 237 mil euros de impostos em atraso da Pedro Caldeira, Sociedade Corretora SA, que se encontra em processo de liquidação". Segundo o jornal "existiam pelo menos cinco processos de execução fiscal instaurado pelas Finanças, mas durante oito anos (prazo que o artigo 48 da Lei Geral Tributária estabelece para a prescrição das dívidas tributárias) os serviços não conseguiram cobrar os impostos em falta, que acabaram por prescrever em 2009.

Curiosamente, um ano depois, em 2010, a sociedade foi notificada para pagar - e pagou uma dívida fiscal de 420 euros".


Quem votou nesta notícia



Recomendado para si
Gostou desta notícia?