Ganhou o Euromilhões mas passou de
Uma euromilionária do Marco de Canaveses emprestou ao marido 15 milhões de euros, uma fatia do dinheiro que tinha recebido por vencer o Euromilhões. Três semanas depois, vê-se obrigada a pedir o divórcio, com o companheiro a reclamar o dinheiro que diz ter recebido, ao mesmo tempo que exibe o cheque passado em seu nome, conta o Jornal de Notícias.

Quando ganhou o Euromilhões, Maria Amélia Jesus entrou num ‘conto de fadas’. Os 41,35 milhões que recebeu serviram para lhe dar uma vida boa, bem como ajudar a família e os que, na sua localidade (Marco de Canaveses), viviam com dificuldades.

Mas, cerca de dois anos depois, o 'mar de rosas' chegou ao fim. O marido, “farto e envergonhado por ter de levantar dinheiro da conta dela”, como contou um familiar ao Jornal de Notícias, pediu-lhe 15 milhões de euros emprestados, para viver dos juros que o dinheiro que lhe podia dar.

E Amélia passou de “princesa a ‘zé ninguém’”. O companheiro começou a “andar com acompanhantes de luxo” e a vangloriar-se, “dizendo que era o tipo mais rico da Póvoa do Varzim”.

Foi nessa altura, em que “começaram a dormir em quartos separados”, que Amélia pediu o divórcio, ao que Abílio Ribeiro respondeu que “preferia matá-la” e que esta “nunca mais via o dinheiro”, além de ter de lhe dar mais dois milhões para ter o divórcio.

Mais do que reclamar os 15 milhões emprestados, acrescenta o familiar ouvido pelo Jornal de Notícias, o marido da euromilionária “vai para a internet mostrar o cheque da Santa Casa para dizer que o prémio foi dele”.

Isto porque, quando percebeu que a companheira tinha acertado na chave do concurso, ligou para a Santa Casa da Misericórdia a reclamar o prémio, que foi então entregue em seu nome, passando depois para a conta da mulher.


Quem votou nesta notícia



Recomendado para si
Gostou desta notícia?