Homem posto em liberdade recusa sair da prisão
Preso durante mais de quatro anos, Paulo Amaral foi ontem libertado mas diz que não sairá da porta do Estabelecimento Prisional de Coimbra enquanto não lhe garantirem cuidados de saúde, escreve o Jornal de Notícias. Paulo Amaral esteve preso durante quatro anos e sete meses por ameaças e injúrias. Ontem foi solto, mas o homem instalou-se de malas e bagagens em frente ao Estabelecimento Prisional de Coimbra e garante que dali não sairá enquanto não conseguir o que quer.

O homem, de 46 anos, garante que durante o tempo em esteve preso em Santa Cruz do Bispo, em Matosinhos, foi agredido pelos guardas prisionais, que lhe causaram uma perfuração do tímpano esquerdo e problemas na visão.

Agora, e porque não tem dinheiro para se poder tratar, quer que o Estabelecimento Prisional de Coimbra lhe assegure os cuidados se saúde necessários.

“Nem que morra aqui, mas só saio se garantir que sou tratado”, diz ao Jornal de Notícias.


Quem votou nesta notícia



Recomendado para si
Gostou desta notícia?