Jovem diz que selfies após acidente eram um pedido de socorro
Uma adolescente de Palotina, no oeste do Paraná, diz ter se arrependido de ter feito e compartilhado selfies logo depois de sofrer um acidente. Segundo a garota de 17 anos, as fotos que viralizaram na internet eram um pedido de socorro. Nesta sexta-feira (30), ela resolveu quebrar o silêncio e falar sobre o assunto. “As pessoas estão me julgando sem saber o que realmente aconteceu. Jamais ia tirar fotos sem antes socorrer a pessoa que estava ao meu lado”, argumenta. O acidente aconteceu no domingo (25), em Palotina.

A garota contou que passou a madrugada de domingo em uma festa na casa de um amigo. Pela manhã, por volta das 8h, ganhou uma carona de um amigo de 24 anos, motorista do carro. “Ele disse que me levava para casa, mas antes precisava ir à Terra Roxa [34 km de Palotina] para buscar um celular. Na volta, ele se perdeu em uma curva e capotou. O carro parou no meio de uma lavoura”, relata a adolescente.

Segundo a menor, logo depois de se certificar que o amigo estava bem, ligou para o pai e para alguns amigos. “Eu liguei várias vezes para o meu pai para pedir socorro, mas não completava. Foi então que decidi mandar mensagens pelo whatsapp para os meus amigos e, no desespero, tirei fotos pelo 'snapchat'", pontua. “Como não tinha rede, todas as mensagens foram enviadas juntas na hora que chegamos na rodovia”, diz. “Tirei a foto para tentar avisar alguém sobre o acidente”, acrescenta.

Pouco antes do capotamento, a jovem também compartilhou, pelo mesmo aplicativo, fotos do amigo e do velocímetro do carro. Nas legendas das fotos, ela escreveu "cuzido" e "180". A adolescente afirma que o amigo não estava embriagado e que não dirigia naquela velocidade. “O meu amigo não estava dirigindo em uma velocidade segura para a rodovia, no entanto, ele não estava a 180 km/h na hora do acidente e não estava bêbado”, garante a adolescente.


Quem votou nesta notícia



Recomendado para si
Gostou desta notícia?