Mais de 85% da riqueza mundial está nas mãos de 8% da população
Portugal encontra-se entre os países com uma "desigualdade média": em que os 10% mais ricos detêm entre 50% a 60% da riqueza total. Ao seu lado estão países como a Austrália, Canadá, França, Itália, Holanda, Espanha e Reino Unido. A maioria da riqueza mundial é detida por pouco mais de 8% da população global. São estes que estão no topo da pirâmide, ao deterem riqueza acima de 100 mil dólares. Desta forma, 8,6% dos habitantes globais detêm 85,3% da riqueza em todo o mundo, o que equivale a 224,5 biliões de dólares.

No topo do topo, estão os indivíduos que detêm mais de um milhão de dólares, são 35 milhões de pessoas no total (0,7% da população mundial). Nos seus cofres acumulam um total de 115,9 biliões de dólares (44% da riqueza global).

Na base da pirâmide encontra-se 91% da população com uma riqueza total estimada em 38,7 biliões de dólares (14,7% do total), segundo o estudo do Credit Suisse "Global Wealth Report 2014", divulgado esta terça-feira, 14 de Outubro.

Portugal encontra-se entre os países com uma "desigualdade média": em que os 10% mais ricos detêm entre 50% a 60% da riqueza total. Ao seu lado estão países como a Austrália, Canadá, França, Itália, Holanda, Espanha e Reino Unido.

Em Portugal, os 10% com mais dinheiro acumulam 58,3% da riqueza, valor abaixo dos 74,6% registados nos Estados Unidos, mas acima dos 47,2% registados na Bélgica.

A tendência para o crescimento da riqueza dos 10% mais ricos em Portugal conheceu várias tendências nos últimos anos. Entre 2000-2007, sofreu uma queda e entre 2007-2014 conheceu um aumento. Olhando para um período mais alargado, desde o início do século, a fortuna dos 10% mais ricos, permaneceu estável.

A Bélgica é, alías, um dos dois países com uma "desigualdade baixa" a par do Japão., onde os 10% mais ricos acumulam menos de 50% da riqueza.

Os Estados Unidos, Suíça, Brasil, Rússia ou Índia são alguns dos países com uma "desigualdade muto elevada", aponta o Credit Suisse. Ou seja, os 10% mais ricos acumulam mais de 70% da riqueza do país.

O estudo também analisa os países com mais milionários em todo o mundo, sendo nos Estados Unidos, Japão e China onde existem indivíduos com mais riqueza. Segue-se França, Alemanha, Itália e o Reino Unido.

"Apesar do ambiente económico global continuar com desafios pela frente, o total de riqueza glogal cresceu para um novo recorde, aumentando 20,1 biliões de dólares" entre 2013 e 2014, pode-se ler no estudo assinado por Hans-Ulrich Meister e Robert S. Shafir.

No espaço de um ano, a riqueza mundial aumentou 8,3% para um total de 263 biliões de dólares, isto é mais do dobro de 117 biliões registados no ano 2000. Os Estados Unidos é onde se encontra a maior parte da riqueza global (34% do total), seguindo-se a Europa (10,6%).


Quem votou nesta notícia



Recomendado para si
Gostou desta notícia?