Paulo Portas e Pires de Lima no Governo
Paulo Portas e António Pires de Lima ficam os dois no Governo, de acordo com a proposta em cima da mesa. Portas será vice-primeiro-ministro e Pires de Lima ministro da Economia.

A coordenação das pastas económicas poderá caber a um ou a outro. Se ficar com o presidente do Conselho Nacional do CDS, Paulo Portas deverá coordenar a reforma do Estado. A ministra das Finanças será Maria Luís Albuquerque.

Nuno Brito, embaixador de Portugal em Washington, é uma hipótese para os Negócios Estrangeiros. Jorge Moreira da Silva, atual número dois do PSD, para o Ambiente, se esta pasta ficar junto com a Energia (que hoje está na Economia). embora o seu nome também tenha sido falado nos bastidores da coligação para MNE.

O desenho final sobre nomes não estará ainda fechado e não constará do acordo que hoje à tarde será anunciado. Tratando-se de um acordo partidário (as direções do PSD e do CDS vão estar juntas) anunciarão apenas os termos do compromisso que ambos os partidos estão dispostos a assumir para garantir estabilidade até 2015.

Além do mais, estando Cavaco Silva ainda à espera de ouvir os partidos - coisa que só acontecerá na segunda e terça-feiras -, a coligação evita antecipar a divulgação do próximo elenco governativo.


Quem votou nesta notícia



Recomendado para si
Gostou desta notícia?