Portas interrompido por gritos de assassinos! nas galerias da Assembleia da República
O vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, viu hoje interrompido o discurso de encerramento no debate do Orçamento do Estado para 2014 por gritos de "assassinos" vindos de manifestantes nas galerias da Assembleia da República.

"Assassinos, assassinos!", foi a palavra de ordem mais ouvida, por breves minutos, até a presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, ordenar à polícia a evacuação das galerias reservadas aos cidadãos no Parlamento.

Os cerca de 20 manifestantes, que empunharam papéis a formar a palavra "Rua" e outros cartazes - com a inscrição "carrascos do povo", por exemplo -, gritaram ainda que "está na hora de o Governo se ir embora" e "fascistas!".


Quem votou nesta notícia



Recomendado para si
Gostou desta notícia?