Portugal volta a empatar com Israel
Rui Patrício não esteve bem no golo do empate.

O bom momento da selecção portuguesa terminou em Alvalade com um empate a 1-1 demasiado penalizador.

O empate foi “oferecido” por Rui Patrício, mas a Selecção das Quinas pouco fez para merecer melhor. Paulo Bento reconheceu que Portugal não jogou bem, mas que o empate foi um castigo pouco merecido.

“A nossa segunda parte foi menos conseguida que a primeira. Dentro do que tínhamos planeado, fomos dominadores e, apesar de não termos grandes oportunidades, chegámos ao intervalo a vencer com justiça”, começou por afirmar o seleccionador nacional.

“Não entrámos bem na segunda parte, depois voltámos a comandar, enquanto Israel não mudou a estratégia. Fomos mais imprecisos e penalizados por uma situação que pode acontecer. Tentámos reagir mais com o coração e num estilo de jogo mais directo que não estamos habituados. Não jogando bem, fomos penalizados por um erro”.

Quando questionado sobre uma eventual desconcentração e relaxamento dos jogadores afirmou:

“Não me parece. O jogo estava controlado, mesmo sem criar grandes situações para finalizar. Mas a equipa mais perigosa foi demasiado penalizada”, acrescentando ainda sobre o erro de Rui Patrício: “Não tenho nada a dizer, os erros fazem parte e são assumidos colectivamente. Se alguém tem de assumir erros individuais, sou eu”.

O próximo encontro de Portugal será com o Luxemburgo na próxima terça-feira e a selecção nacional tem 1.06 de odds para vencer, 18.50 para empatar e 32.00 para perder.

A Betfair oferece 35€ a novos utilizadores registados através de ApostaOK , para apostar gratuitamente neste evento.


Quem votou nesta notícia

  1. Avatar


Recomendado para si
Gostou desta notícia?