Preso por matar filha bebé quando jogava Assassin
Um homem de 28 anos foi condenado a oito anos de prisão por ter assassinado a filha de cinco semanas de idade quando jogava ‘Assassin's Creed 3’, um videojogo de ficção científica que consiste numa batalha entre assassinos e templários, conta o Mirror. Uma menina de cinco semanas de idade morreu depois de ter sido violentamente agredida pelo pai, descontrolado durante um jogo de ‘Assassin's Creed 3’, que consiste numa batalha entre assassinos e templários.

O assassinato ocorreu em 2012, em East Sussex, no Reino Unido, e a sentença foi agora conhecida. O homem de 28 anos foi condenado a oito anos de prisão, de acordo com o Mirror.

Inicialmente, o pai terá alegado que sofreu um ataque epilético, magoando a filha, mas mais tarde acabou por assumir um homicídio culposo, ou seja, sem intenção.

As autoridades conseguiram provar que Mark Sandland estava ligado a um site que dá dicas sobre o jogo quando o crime ocorreu.

Saturado com o choro da menina, o homem tê-la-á levantado pela face e sacudido violentamente, provocando-lhe hematomas no rosto, tórax, abdómen, costelas e membros inferiores.


Quem votou nesta notícia



Recomendado para si
Gostou desta notícia?