Seguro e Costa empatados
Sondagem CM/Aximage revela divisão entre os eleitores socialistas após o primeiro duelo. Ninguém canta vitória no primeiro duelo televisivo entre o atual líder do PS, António José Seguro, e o autarca de Lisboa, António Costa, na corrida às primárias. A sondagem CM/Aximagem, feita após o confronto, Costa fica ligeiramente à frente de Seguro: 45,7% dos inquiridos acreditam que o autarca venceu e 44,6% dão destaque a Seguro. Outros 9,7% declaram um empate entre ambos.

A sondagem foi feita junto dos eleitores tradicionais do PS. As mulheres preferiram Seguro – 46,2% escolheram-no como vencedor. Costa lidera entre os mais novos: é a escolha de 46,1% dos que têm menos de 45 anos.

A carga fiscal foi o tema mais fraturante. António José Seguro deixou claro que não aumentará impostos se for eleito primeiro-ministro. E foi mais longe: "Não surpreenderei os portugueses e assumo que me demitirei se não houver alternativa." Mais moderado, Costa só se vinculou ao corte do IVA na restauração. "Não estou em condições de prometer uma redução da carga fiscal."

No plano interno, o debate começou tenso, com Seguro a acusar o adversário de traição. "Tu não foste solidário. E isso não se faz." Evitando o confronto, o autarca de Lisboa lembrou a Seguro que após as últimas europeias "toda a gente percebeu que dificilmente o PS ganharia as legislativas". Encostando o opositor à direita, António Costa acusou o atual líder de não se ter conseguido demarcar da austeridade. E apontou o momento-chave em que Seguro falhou: a votação do Orçamento do Estado de 2012, em que Passos Coelho disse querer ir para além da troika. O PS absteve-se e, segundo o autarca, "comprometeu a clareza do PS enquanto alternativa". Na contrarresposta, Seguro acusou Costa de fazer "ziguezagues" e de ter defendido exatamente o contrário no programa ‘Quadratura do Círculo’. Só o nome de António Guterres na corrida para as presidenciais de 2016 uniu os dois candidatos às primárias de 28 de setembro.


Quem votou nesta notícia



Recomendado para si
Gostou desta notícia?